sábado, 1 de fevereiro de 2014

Sopa de Abóbora Assada


..."Quando João Semana entrou na sala, onde era esperado pela criada, e ia perguntar a notícia prometida, ficou surpreendido, achando a mesa posta e uma enorme malga de sopa, exalando odoríferos e apetitosos vapores.
- Que é isto? Que foi fazer? - disse o velho cirurgião, olhando para a criada, a qual procedia azafamada aos mais preparativos para o jantar. 
- Então tirou a sopa, e eu tenho de sair ainda.
-Que sair? Que sair? Era o que faltava. Não basta o calor que tem apanhado já? Ande lá, ande lá, que, enquanto não cair deveras doente, não há-de escarmentar, já vejo.
...
- Se eu nem mandei desaparelhar a égua!
- Alguém teve esse cuidado. Ande, que o caldo arrefece.
- E aquelas senhoras que têm pressa?
- Ora adeus! Ainda não conheces aquela gente? Fervem em pouca água. Sempre assim foram. Afinal verá que há de passar de alguma enxaqueca de Dona Leocádia, algum flato de pequena, ou uma indigestão do procurador, e ainda acredita naquilo!
Evidentemente João Semana ia-se deixando convencer. Aproximara-se pouco a pouco da cadeira, hesitando ainda na aparência, mas no íntimo resolvido já.
Ia enfim a sentar-se, quando a criada o interpelou de novo, exclamando:
- Então que é isso? Assim mesmo como está? Nem muda de fato?
- Para quê?... Não estou com tantos vagares...
- Não, então, se é para comer de afogadilho, mais vale fazer primeiro a visita. Assim nem lhe presta o que come. Eu guardo o jantar então, visto isso.
Joana - era o nome a criada - bem sabia que tal proposta não podia já ser recebida por João Semana, cujo apetite se irritara com as exalações da sopa; foi a razão pela qual ela se mostrou tão pronta em reunir a ação às palavras, retirando da mesa o serviço.
O êxito desta tática foi completo.
João Semana impediu-a, dizendo:
- Deixe ficar, já agora deixe ficar. Também para me vestir não é preciso muito tempo.
E, depois destas palavras, descalçou-se, enfim, os pés numa chinelas, que tinham sido botas, pôs-se sem cerimónia em mangas de camisa, sentou-se à mesa, e rompeu um ataque em forma contra a volumosa e apetrechada tigela, que tinha defronte de si.
A cozinha de João Semana era de um caráter portuguesíssimo, e eu, ainda que me valha a confissão os desagrados de alguma leitora elegante, francamente declaro aqui que, para mim, a cozinha portuguesa é das melhores cozinhas do mundo.
Dou razão nisto a João semana."

(Júlio Dinis, As Pupilas do Senhor Reitor)


Vou estender a toalha na mesa, colocar os pratos, as colheres e os guardanapos.... hoje é dia de SOPA :)
Sim, é este o tema da 9ª Edição do “Dia Um… Na Cozinha”
Cá em casa gostamos muito de sopa e esta de abóbora assada, é simplesmente deliciosa. A receita é da Donna Hay, já a fiz várias vezes, mas reduzo a quantidade de mel. É uma sopa cremosa, reconfortante e extremamente deliciosa.


Dia Um.. Na Cozinha! Sopa de Legumes!
                  
Para quem quiser aderir a este grupo, poderá fazê-lo em https://www.facebook.com/groups/181929905314399/ (página do grupo no facebook) e começar já a participar nas próximas edições.



Ingredientes:
1 abóbora-manteiga
1 cebola 
azeite 
sal
pimenta
3 e 1/2 chávenas de caldo de galinha 
1 colher de sobremesa de mel
nata magras (opcional)
hortelã




Preparação:

Pré-aqueça o forno a 220ºC
Corte a abóbora ao meio longitudinalmente e retire as sementes.
Coloque a abóbora cortada e a cebola numa assadeira.
Regue com um pouco de azeite e polvilhe com sal e pimenta. Coloque no forno cerca de 50 a 60 minutos ou até que a abóbora ficar macia e dourada.
Depois de pronto, coloque num liquidificador, a abóbora e a cebola sem as cascas.
Adicione uma chávena de caldo de galinha e misture até ficar homogéneo.
Despeje a mistura numa panela, adicione o mel e o resto do caldo.
Coloque em fogo médio e deixe ferver uns minutos. Retifique os temperos.
Sirva decorada com hortelã e com um fio de natas (opcional).





Deliciem.se... e bom apetite!

35 comentários:

  1. Minha querida esta sopa deve ser divinal, fiquei com imensa vontade de a experimentar :) o mel deve dar-lhe um toque maravilhoso :) Adorei!

    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar
  2. Querida Isabel, primeiramente devo dizer que adorei essa passagem de Júlio Diniz, embora eu não conheça toda a culinária portuguesa, sempre procurei restaurantes portugueses e sempre fui fã dos pratos portugueses, e decerto que a culinária portuguesa é uma das melhores do mundo. A começar por essa maravilhosa sopa, adoro abóbora e sua receita é magnifica. Gostei do modo de fazer e imagino a delicia que ficou. A julgar pelas fotos, ficou mesmo divinal. Beijinhos bom final de semana

    ResponderEliminar
  3. Costumo fazer muitas vezes sopa de abobora mas assada nunca fiz
    Essa ficou excelente
    bj

    ResponderEliminar
  4. Tenho mesmo de experimentar esta tua sopa, Isabel :) Optámos pela mesma técnica mas por ingredientes diferentes . Está com um aspecto delicioso.
    Muitos beijinhos e mais uma vez obrigada pela iniciativa..

    ResponderEliminar
  5. Tem umas cores lindas e um aspecto super delicioso :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. adoro abobora em sopa mas assim nunca fiz mas gostei mt bjs bfs

    ResponderEliminar
  7. Querida Isabel,
    eu adoro sopa de abóbora!
    Para já acho a cor deliciosa, come-se com os olhos antes de mais!
    E a abóbora torna a sopa é tão saborosa :) É mesmo uma sopa reconfortante!
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  8. Que bela sopinha!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Olá Isabel: adorei a tua sopa, pois gosto muito de abóbora e se for assada, como é o caso da tua, ainda gosto mais. Tem um visual lindíssimo e a apresentação está muito bonita.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  10. Uma sopa com história e rica em sabores, adorei o post Isabel,

    beijinho e bom domingo!

    ResponderEliminar
  11. Gosto muito de creme de abóbora assada e esta ficou com um ar muito apetitoso.
    Beijinhos
    Paula
    http://cookit-simple.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Uma deliciosa sopa. Quando vi no 24 Kitchen também fiquei com vontade de experimentar.
    Bom domingo
    Bjs

    ResponderEliminar
  13. Uma sopinha deliciosa que aquece a alma!!!
    bj
    aromas-com-amor.blogspot.com

    ResponderEliminar
  14. Olá Isabel, esta sopa de abóbora deve ser uma delicia, nunca experimentei assar os legumes antes, e o toque de mel no fim torna esta sopa diferente. Boa semana!
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Adoro abóbora na sopa,...fica mesmo deliciosa,....
    Beijinhos,
    Espero por ti aqui:
    http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    https://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  16. Isabel, adoro a Donna Hay e tenho esta receita guardada para experimentar há que tempos! A tua sopinha está maravilhosa, a confirmar que tenho mesmo que deitar mãos à abóbora! ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Minha querida,

    Sopinha de abóbora assada é para mim inovação !
    Nunca fiz, nunca provei mas fiquei perfeitamente presa ao seu aspecto belo, cremoso e de cor tão sedutora ! :)
    Adorei esta tua proposta, tão boa para os dias de Inverno, tão saciante ! :)
    E não se contraria Julio Dinis, a cozinha portuguesa é de facto uma das melhores do Mundo !

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  18. Que sopa maravilhosa! Quando vi a Donna Hay a fazer esta sopa, achei que o sabor haveria de ser soberbo. Tenho mesmo que a experimentar!

    Beijitos*

    ResponderEliminar
  19. Ficou linda :)
    beijinhos
    http://nacozinhadasara.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. Olá Isabel!
    Adorei o teu post. Fizeste-me recordar essa personagem do João Semana, d' As Pupilas do Senhor Reitor que li à tantos anos atrás.
    Gosto do aspecto da tua sopa, não conhecia esta receita da Donna Hay, mas fiquei com imensa vontade de experimentar. A apresentação, para variar, está fantástica. Tenho mesmo de experimentar a abóbora assada na sopa, cozida já comi imensas vezes, mas assada nunca, acredito que traga um sabor delicioso à sopa. Obrigado por esta partilha. ;)
    Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
  21. Tem óptimo aspecto! E com este tempo frio, uma sopinha cai mt bem :) Bjinhos e boa semana!

    ResponderEliminar
  22. Gosto muito da Donna Hay e não conhecia esta receita!
    Obrigada pelo belo post!
    Adorei a tua sopa...de facto a abóbora assada deve dar um delicioso sabor a essa sopa!
    Gostei muito das fotos.
    Beijinho

    Sílvia
    http://bocadinhosdeacucar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  23. Esta sopinha está muito convidativa.
    Gostei da abóbora assada e vou experimentar um dia destes.
    Uma cor muito reconfortante!

    Bjs

    ResponderEliminar
  24. Uma sopa com mel? Será que estou a ver bem? Não conhecia mas adorei e vou guardar. E, a presentação está divinal.
    Bjs, Susana

    ResponderEliminar
  25. Que sopa linda e apelativas, Isabel!
    Ficou mesmo irresistível... tenho que levar uma tacinha!
    Bjs

    ResponderEliminar
  26. Olá Isabel,

    oh oh que excerto tens tu aqui, e não poderia estar mais de acordo contigo, sem dúvida que a nossa cozinha é das melhores do mundo e quando se fala em sopas falamos de legumes frescos e cheios de vitaminas, tal como esta tua sopinha que está deliciosa e com um ingrediente tão característico desta altura do ano.
    Gosto muito de sopa de abóbora mas nunca fiz assim mas numa próxima não me escapa, e estou curiosa com a colher de mel:)

    Beijinhos e uma boa semana

    ResponderEliminar
  27. A nossa amiga Abobora reinou no desfile de Fevereiro, de diferentes formas e sabores, deixa um sabor delicioso a qualquer sopinha. A tua reune a côr e o sabor conjugada com uma bonita apresentação.

    Beijinho amiga,

    Paula

    ResponderEliminar
  28. Minha querida Isabelinha


    Pois que a tua sopinha me deixou com uma vontade louca de troca-la ja pela que estou a comer... vou ter que experimentar fazer sopa de abobora assada... confesso que estou com uma curiosodade louca deve ser mesmo uma maravilha!!!

    Adorei a apresentaçao da tua sopinha e certamente aceitaria o convite para ir comer uma tacinha dela contigo!!!

    Beijocas

    Margarida

    ResponderEliminar
  29. Olá Isabel!
    Como gostei de recordar Júlio Dinis e o João semana e a sua malga de sopa. Gostei desta criatividade de sopa de abóbora assada,
    estou a sentir-lhe o paladar e utiliza-la em sopa é excelente. Depois de ver estas as taças deliciosas, leva-me a querer experimentar.
    Parabéns pelo post tão completo Isabel.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  30. Olá Isabel,confesso que não sou grande apreciadora de sopa mas de abóbora assada faço muitas vezes.Tem essa cor rica e deliciosa que dá vontade de meter a colher e com este frio uma sopa quentinha aquece a alma.
    bjns

    ResponderEliminar
  31. Que bela sugestão! Nunca fiz sopa de legumes assados, mas imagino que o sabor seja delicioso e apetece mesmo meter a colher para provar.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  32. Olá Isabel, que bela sopa, ficou linda e certamente deliciosa! Parabéns pela participação!
    Bjinhos:*
    www.viveraprendendo.com

    ResponderEliminar
  33. Gosto muito de abóbora. Esta sopa está linda.
    No outro fiz abóbora menina assada e recheada com alheira e ficou ótima.
    Vou fazer a tua sopa!
    http://aaventuraculinaria.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  34. Que Delicia... Huuuuuuuuummmmmmmm!!!
    Feliz dia Internacional da Mulher!!!
    Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)

    http://decolherpracolher.blogspot.com

    ResponderEliminar
  35. Yo tambien la copie de Dona Hay y es deleciosa.
    Acabo de hacerme tu seguidora, si te viene de gusto te pasas por mi blog, yo me quedo por aqui vere el resto de recetas .
    Un abrazo.

    ResponderEliminar