sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Biscoitos de Chocolate e Baunilha



"Cozinhar é como tecer um delicado manto de aromas, cores, sabores, texturas. Um manto divino que se deitará sobre o paladar de alguém sempre especial." 

(Sayonara Ciseski)

São realmente deliciosos e fazem um lanche perfeito.
A receita foi tirada de uma revista de culinária de 2013



Ingredientes: (22 biscoitos)
125g de açúcar
65g de manteiga à temperatura ambiente
1 ovo
250g de farinha
1 c. café de aroma de baunilha
3 c. sopa de chocolate em pó



Preparação:
Amasse bem o açúcar com a manteiga. Junte o ovo e em seguida a farinha. Amasse tudo até ficar bem ligado. Retire um pouco desta massa e adicione-lhe o aroma a baunilha.
À outra parte adicione o chocolate em pó. Embrulhe ambas em película aderente e reserve no frigorífico até ficarem firmes. (fig1)
Estenda depois a massa de chocolate entre duas folhas de papel vegetal, até obter uma espessura fina. Apare as extremidades com uma faca de forma a obter um rectângulo.
Molde a massa de baunilha em formato de rolinho e corte-o ao meio de maneira a ficar com dois rolinhos.
Coloque um destes numa das extremidades do rectângulo de chocolate e enrole a massa com a ajuda da folha de papel vegetal até ao meio do rectângulo. Coloque o segundo rolinho na outra extremidade e enrole até ao meio. (fig 2 e 3)
Ligue o forno a 180ºC.
Corte o rolo de massa em rodelas finas e disponha-as num tabuleiro forrado com papel vegetal. (fig4)
Leva ao forno cerca de 8 ou 9 minutos.
Retire e deixe arrefecer e descole os biscoitos do tabuleiro.


Ficam com este formato lindo e tentador :)







Deliciem-se... e bom apetite!

domingo, 20 de novembro de 2016

Brioches


(receita daqui)
Ingredientes:
2 dl de leite morno 
1 ovo batido
20 g de manteiga amolecida
475 g de farinha t55
70 g de açúcar
25 g de fermento de padeiro
1/2 c.(chá) de sal
gema de ovo para pincelar



Preparação:
Colocam-se os ingredientes na MFP, primeiro os líquidos e depois os sólidos
Escolhe-se o programa massas que leva cerca de 1:30.
Findo esse tempo retira-se a cuba e despeja-se a massa sobre uma zona enfarinhada, amassa-se para lhe retirar o ar e divide-se a massa em 10 bolas que se colocam num tabuleiro untado.
Vão ao forno no programa de levedação por cerca de 30 minutos, caso não tenham esse programa tapa-se com película aderente e coloca-se num local quente.
Depois pincelam-se com ovo batido e vão a cozer a 180ºC, por 20 minutos.
Depois de cozidos retiram-se e deixam-se arrefecer.





Deliciem-se...e bom apetite!

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Marmelos Assados com Especiarias


As referências ao marmelo datam de 4000 a.C. e já na Grécia antiga era usado para combater várias infecções, quer do estômago, quer da pele.
Nessa altura, os marmelos eram vistos também como boas oferendas para os deuses, umas vez que eram frutos donos de um perfume único, uma fragrância especial que fazia com que, muitas vezes os marmelos fossem vistos mais como árvores decorativas do que para consumo. 

O marmelo possui diversos benefícios, pois ele é rico em vitamina A, C, do complexo B e E, fibras, pectinas, minerais como o potássio, ferro e cobre. 
Pode ser consumido cru, assado ou cozido em compota, geleia ou pasta de marmelo.

Eu adoro marmelos e como-os mesmo crus :) mas assados com Vinho do Porto e Especiarias ficam divinais, acreditem. As quantidades são ao gosto de cada um.


Ingredientes:
marmelos
água
Vinho do Porto Branco
estrela de anis
pau de canela
sumo de limão
açúcar amarelo a gosto

Preparação:
Coloque a água, o vinho do Porto, o açúcar, o sumo do limão, a estrela de anis e o pau de canela num tacho e leve ao lume. Deixe ferver uns minutos.
Enquanto isso, corte os marmelos ao meio e retire o caroço.
Coloque os marmelos num tabuleiro e regue-os com a calda preparada.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC e vá regando os marmelos com a calda até assarem.





Deliciem-se... e bom apetite!

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Pão de Banana e Canela Vegan


Chegou o outono e quase nem demos por isso, o tempo ameno prolongou-se e "roubou-lhe" os dias mais cinzentos.
É a estação das mil cores em que os verdes, vermelhos, laranjas e castanhos dançam na natureza e nos embriagam com os seus tons e cheiros inconfundíveis.
O outono traz consigo a nostalgia, o aconchego de uma manta, o crepitar quente da lareira, o sonho num livro, o amor num lar...
Que os ventos de outono se encarreguem de levar aquilo que já não deve permanecer connosco e deixem espaço para a renovação.



"Dia Um... Na Cozinha" Pães Doces!



Mais um mês se passou e desta vez a escolha do grupo recaiu nos Pães Doces. Contam-se pelos dedos de uma mão as vezes que fiz este tipo de pães, pois nem sempre me lembro deles, mas cá em casa adoram estas delícias.
Este pão combina com o tempo mais frio, com um chá ou chocolate quente e com os serões passados em casa à lareira.

A escolha deste Pão prende-se com o facto de hoje se comemorar o Dia Mundial do VeganismoO termo inglês vegan foi criado em 1944, numa reunião organizada por Donald Watson  onde ficou decidido criar uma nova sociedade (The Vegan Society) . Donald W. definiu o veganismo como um estilo de vida que procura excluir todas as formas de exploração e crueldade com os animais no que se refere à alimentação, vestuário ou qualquer outra finalidade.

A descoberta de receitas Vegan e Vegetarianas tem sido para mim uma agradável surpresa. O entusiasmo tem crescido à medida que me apercebo das inúmeras possibilidades de confecionar os alimentos sem que com isso traga sofrimento animal. A minha filhota começou por tornar-se vegetariana há bastante tempo e com o passar dos dias tornou-se vegan. Isso "obrigou-me" a descobrir este "novo mundo" e a ficar cada vez mais cativada. A verdade é que ela agora também cozinha muito mais e está a adorar preparar as suas refeições. 
Pelas razões apontadas partilho uma receita vegan, mas outras surgirão neste meu cantinho:)
A receita é daqui. Atrevam-se a experimentar, garanto-vos que se vão surpreender.


Ingredientes:
1 chav. de farinha de trigo branca
1 chav. de farinha de trigo integral
1 1/2 chav. de açúcar amarelo
1 c. de sopa cheia de fermento em pó
1/2 chav. de óleo vegetal
1 c. sopa de manteiga ou creme vegetal
3/4 de chav. de leite de soja
4 bananas maduras amassadas
1 c. de sopa de canela em pó




Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Num recipiente misture a farinha, o açúcar e o fermento.
Acrescente o óleo, o creme vegetal, o leite de soja e a canela. Misture até formar uma massa homogénea.
Adicione as bananas amassadas e mexa para misturar bem.
Deite numa forma de bolo inglês previamente preparada.
Leve ao forno cerca de 35 a 40 minutos (faça o teste do palito).





Deliciem-se... e bom apetite!

domingo, 23 de outubro de 2016

Biscoitos Anzac


ANZAC vem de A – Austrália, NZ – Nova Zelândia e AC – Army Corps (Forças Armadas).
Os biscoitos Anzac são feitos à base de aveia e coco e segundo reza a história eram preparados pelas famílias dos soldados da Austrália e da Nova Zelândia que combateram nas trincheiras durante a I Guerra Mundial. Depois eram embalados em latas e enviados às tropas juntamente com a restante ração de combate. Talvez seja por isso que não levam ovos na sua confeção e se aguentam tanto tempo sempre saborosos e crocantes.


São verdadeiramente deliciosas e viciantes (como todas as bolachinhas)
(receita adaptada da Donna Hay)



Ingredientes:
180g de aveia em flocos
150g de farinha
100g  de açúcar amarelo
50g de açúcar branco
80g de coco ralado
100g de mel
120g de manteiga sem sal
1 colher de chá de bicarbonato
2 colheres de sopa de água quente



Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Numa taça misture a farinha, o coco ralado, o açúcar e os flocos de aveia.
Num tacho pequeno junte a manteiga com o mel e leve a derreter mexendo bem. Dissolva o bicarbonato de sódio na água a ferver e reserve.
Junte a mistura da manteiga e a mistura de bicarbonato de sódio aos restantes ingredientes e envolva bem.
Molde bolinhas do tamanho de nozes e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal devidamente separadas.
Pressione-as depois com uma espátula ou com a palma da mão e leve ao forno cerca de 15 minutos.







Deliciem-se... e bom apetite!

sábado, 1 de outubro de 2016

Risotto de Bacalhau com Grelos



"Dia Um... Na Cozinha" Risotto!

Já há muito tempo que não participava no projeto do "Dia Um", assim como também tenho estado afastada do blogue por várias razões e, uma delas é que durante alguns meses estive longe da minha cozinha, não podendo por isso partilhar receitas.
Nesta altura do ano, com o outono já instalado embora com temperaturas altas, o risotto sabe sempre bem, seja com cogumelos, espargos, bacalhau...
Faço risottos com alguma frequência, é um prato muito apeciado cá em casa e que casa bem com uma infinidade de ingredientes.


Regresso neste dia, não sei se definitivamente, mas por agora com um risotto de bacalhau que me deu muito prazer confecionar.
Este risotto nasceu na urgência de gastar um molho de grelos que me deram e na minha imensa vontade de comer bacalhau, que adoro :)
Ficou muito bom, experimentem :)



Ingredientes: (para 4)
300g de arroz arbóreo
1 cebola
azeite
1 dente de alho
bacalhau desfiado
grelos
sal q.b.
pimenta q.b.
120ml de vinho branco
750ml de caldo quente de legumes
1c. de sopa de manteiga
queijo parmesão ralado a gosto

Preparação:
Num tacho aqueça o azeite, acrescente a cebola e deixe fritar muito lentamente durante alguns minutos, quando a cebola começar a ficar translúcida, adicione o alho e mexa.
Junte depois o arroz mexendo sempre. Acrescente o vinho e continue a mexer até o álcool evaporar, deixando o arroz com um aroma agradável. Deite o bacalhau desfiado e os grelos cortados e mexa. Tempere com sal e pimenta.
Adicione a primeira concha de caldo quente. Baixe o lume para que o arroz cozinhe lentamente. Continue a adicionar o caldo mexendo permanentemente e devagar, deixando que seja absorvido antes de adicionar a próxima concha (pode não ser preciso o caldo todo). Vá mexendo e deixe cozer o arroz até absorver quase todo o caldo. Os grãos vão libertando o amido que dá a cremosidade ao risotto.
O arroz deve manter a forma, mas estar cremoso e escorregadio, al dente.
Por último, retire do lume e adicione a colher de manteiga e o parmesão que unirá todos os ingredientes.
Mexa bem e tape o tacho para o risotto repousar durante dois minutos.
Esta é a parte mais importante de fazer o risotto perfeito, já que é o momento em que se torna cremoso e pastoso como deve ser.
Deve comer-se quentinho e com a textura certa.
Nota: se optar por cozer o bacalhau, reserve a água e use-a como caldo para o arroz. Neste caso pode adicionar o bacalhau quase no final da cozedura do risotto.





Deliciem-se... e bom apetite!

domingo, 19 de junho de 2016

Cheesecake de Frutos Vermelhos



"A vida necessita de pausas"
(Carlos Drummond de Andrade)


Há alturas na vida em que necessitamos de pausas... sentimos que vale mais parar do que tropeçar.
As pausas servem para nos conhecermos melhor, para reorganizarmos prioridades, para nos fortalecermos e para dedicarmos mais tempo àquilo que é deveras importante. 
Neste interregno de publicações, muitos acontecimentos tomaram conta da minha vida, uns melhores e outros não tão bons, mas como em tudo na vida, há que seguir em frente.
Hoje decidi que já era tempo de retomar as publicações neste meu humilde espaço, muito embora não tão regularmente como no passado. 




E para este recomeço resolvi partilhar uma receita fantástica que faço de vez em quando, um cheesecake super saboroso, cuja receita foi dada à minha filhota por uma amiga há já alguns anos.

Pode não ficar com aquele aspeto lindo e direitinho como outros cheesecakes, mas acreditem que vale a pena saborear cada fatia deste pecado guloso :)



Ingredientes:
500g de queijo creme
5 ovos
100g de açúcar
2 c. de sopa de farinha
bolacha ralada (para polvilhar a forma)
doce de frutos vermelhos (ou outro a gosto)

Preparação:
Unte uma forma redonda e polvilhe com bolacha ralada.
Bata as gemas com o açúcar muito bem. Adicione o queijo creme e misture de modo a ficar com uma massa homogénea. Misture a farinha peneirada.
Por fim, junte as claras em castelo e envolva com cuidado.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 15 a 20 minutos.





Deliciem-se...e bom apetite!

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Tataki de Atum com Sementes de Linhaça


Tataki, é uma maneira de preparar o peixe ou a carne na culinária japonesa. A carne ou peixe é selado, grelhado muito levemente, sobre uma chapa quente ou direto no fogo, ficando tostado por fora e cru por dentro.

O Atum é um peixe muito nutritivo e possui as chamadas gorduras "boas", as Omega-3. Tem poucas calorias e a sua textura é carnuda e firme. Esta receita foi retirada da Teleculinária nº1890, embora as fotos não sejam as melhores e tiradas com luz artificial (ao jantar), acreditem que é um prato muito saboroso. Acompanhei com uma salada fresca de melão, queijo, rúcula e agrião.

Cada vez mais as nossas refeições obedecem a uma alimentação mais saudável, evitando sempre que possível a carne e procurando um equilíbrio nas texturas e sabores.



Ingredientes:
300g de atum fresco
1 c. se sopa de sementes de linhaça
1/2dl de azeite
1c. de sopa de molho de soja
1c. de sobremesa de mel
vinagre q.b.
sal q.b.
folhas de agrião, rúcula (ou outras à escolha)

Preparação:
Corte o atum em retângulos com cerca de 2cm e tempere com sal.
Deite azeite numa frigideira, leve ao lume, deixe aquecer, junte o atum e deixe corar de ambos os lados. Passe depois pelas sementes e reserve.
Misture o molho de soja com o mel e o vinagre e leve ao lume. Deixe ferver e retire.
Disponha o atum numa travessa, decore com as folhas de agrião e rúcula, regue com uma parte do molho e sirva.




Deliciem-se... e bom apetite!

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Sanduíche com Hambúrguer de Atum e Legumes


Cada vez mais, refeições leves e saudáveis são as preferidas cá em casa.
Há dias experimentei uns hambúrgueres de atum que ficaram muito saborosos e, foi com o único que sobrou que fiz uma sanduíche para o lanche do meu filho, aproveitando também para participar no desafio do Dia Um... na Cozinha.


A sandes, é um tipo de alimento que pode ser facilmente transportado e cujo recheio podemos dar asas à imaginação. fazem refeições simples e rápidas mas nem por isso menos saborosos ou nutritivas.
Com esta sanduíche, uma peça de fruta e um sumo, quem precisa de mais?! :) 


Ingredientes: (para 6)
hambúrguer:
250g de atum em lata 
2 ovos L
1 cebola picada
1 e 1/2 chávena de aveia
3 ou 4 c. de sopa de pão ralado
2 c. de sopa de queijo parmesão
alho em pó q.b.
flor de sal da Necton
pimenta

molho:
1 iogurte natural grego                    
1 c. de sopa de ketchup
2 c. de sobremesa de sumo de limão
sal
pimenta

2 fatias de pão de cereais e sementes
alface
fatia de queijo
courgete grelhada
cenoura
queijo
sementes de sésamo


Preparação:
Numa tigela deite todos os ingredientes para fazer o hambúrguer e envolva bem, de modo a obter uma mistura homogénea (se precisar deite mais um pouco de aveia ou de atum). Molde os hambúrgueres, passe pelas sementes de sésamo e coloque-os no frigorífico durante pelo menos meia hora.
Entretanto faça o molho, numa taça misture bem os ingredientes, tempere e retifique de sal e pimenta.
Grelhe os hambúrgueres e as fatias de courgete. Rale a cenoura e corte a alface.
Para preparar a sanduíche, barre uma fatia de pão com o molho, coloque a alface, a fatia de queijo e a cenoura. Sobreponha o hambúrguer, as fatias da courgete grelhada (temperadas com sal e pimenta) e deite mais um pouco de molho. Termine com a segunda fatia de pão.
Nota: Pode ajustar a quantidade dos ingredientes do hambúrguer mais ao seu gosto, assim como alterar os elementos que compõem a sanduíche. 




Deliciem-se... e bom apetite!

domingo, 28 de junho de 2015

Gelado de Mirtilos (Blueberry-sour cream ice cream)


O mirtilo é uma das maiores fontes de antioxidantes que temos ao nosso dispor, com a vantagem de nos ser apresentado em doses fisiológicas, ou seja, às quais o nosso organismo está habituado, e não em "mega-doses” como existem em muitos suplementos. Com um potencial antioxidante superior ao da maioria dos frutos e legumes mas também do vinho tinto e do chá verde, o mirtilo tem sido associado à prevenção de patologias como a hipertensão, diabetes tipo II, doenças cardiovasculares e vários tipos de cancro. Também na diminuição do declínio cognitivo associado ao envelhecimento e na diminuição dos danos cerebrais em vítimas de AVC o mirtilo tem efeitos positivos e comprovados cientificamente.


Os gelados têm sido uma das sobremesas preferidas aqui em casa. As frutas que não se comem ao natural acabam numa taça de gelado :)
Este, ficou com uma cor linda e com sabores de verão. As fotos foram tiradas à pressa e com muita pena só consegui aproveitar estas, porque o gelado "teimava"em derreter.
A receita foi retirada do livro Baking de Dorie Greenspan, uma escolha perfeita do grupo Dorie às Sextas para estes dias muito quentes. 
São servidos?



Ingredientes:
1 chávena de mirtilos (frescos ou congelados. Se forem congelados, descongelar e escorrer bem)
1/2 chávena de açúcar
1 pitada de sal
Raspa e sumo de 1/2 de limão ou lima (ou mais sumo a gosto)
200ml de natas 
200ml de crème frâiche (natas azedas)

Preparação:
Colocar os mirtilos, o açúcar, o sal e o limão num tacho médio e cozinhar em lume médio mexendo sempre até a mistura ferver e as bagas amolecerem, durante cerca de 3 minutos. Triturar a mistura até ficar um puré homogéneo, durante cerca de um minuto (nunca irá ficar completamente suave, o que é normal).
Juntar as natas e o crème fraîche e bater até estarem misturados. Provar e, se necessário, juntar mais açúcar ou sumo de limão. Deitar numa taça e refrigerar até estar bem fresco. Deitar na máquina de gelados e seguir as instruções do fabricante. Quando estiver pronto, levar ao congelador por duas horas.





Deliciem-se... e bom apetite!

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Cupcakes de Chocolate com Pepitas de Chocolate


Na leitura e na escrita encontramo-nos todos naquilo que temos de mais humano.
A escrita, ou a arte, para ser mais abrangente, cumpre funções que mais nenhuma área consegue cumprir. (...) Sinto que há poucas experiências tão interessantes como quando se lê um livro e se percebe "já senti isto, mas nunca o tinha visto escrito", procurar isso, ou procurar escrever textos que façam sentir isso, é uma das minhas buscas permanentes. 
Trata-se de ordenar, de esquematizar, não só sentimentos como ideias que temos de uma forma vaga mas que entendemos melhor quando os vemos em palavras.
Trata-se também de construir empatia: através da leitura temos oportunidade de estar na pele de outras pessoas e de sentir coisas que não fazem parte da nossa vida, mas que no momento em que lemos conseguimos perceber como é. E isso faz-nos ser mais humanos. 
Na leitura e na escrita encontramo-nos todos naquilo que temos de mais humano.
José Luís Peixoto, in Diário de Notícias (2003)



Todas as razões são válidas para fazer cupcakes, muffins, bolachinhas... enfim, um docinho delicioso e bem guloso. Estes, já foram feitos há algum tempo, repetidos e aplaudidos por quem os provou. É uma receita que guardo porque arranca sorrisos e "uhmms" a quem se delicia a cada dentada :)

A eleita desta quinzena no grupo "Quinze dias com..." é Rachel Allen, uma talentosa chefe de cozinha com vários programas televisivos e autora de quatro bestsellers de culinária. No seu programa “Doce Diário” Rachel mostra que, onde quer que esteja, ou o que quer que faça, há sempre um pequeno doce ou bolo adequado ao momento. Poderão ser muffins, ou cupcakes, brownies, blondies ou um aparatoso bolo de três andares.



Ingredientes:(fiz 6 em formas maiores)
100g de manteiga
150g de açúcar
2 ovos
125ml de leite
175g de farinha peneirada
25g de cacau
2c. de chá de fermento em pó
1 pitada de sal

cobertura
pepitas de chocolate Vahiné
açúcar dourado da Vahiné

Preparação:
Numa tigela, bata bem a manteiga com o açúcar até ficar suave e leve. Junte os ovos e misture.
Acrescente o leite, mexa e depois adicione os restantes ingredientes envolvendo com cuidado.
Deite o preparado nas formas de queques e polvilhe com pepitas de chocolate e açúcar dourado.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 20 a 25 minutos.
Deixe arrefecer numa grade.
Nota: a receita dá para 12 cupcakes de tamanho normal. Se os quiser comer ainda mornos, coloque um quadradinho de chocolate dentro de cada um quando estiver a deitar a massa nas formas.





Deliciem-se... e bom apetite!

sábado, 6 de junho de 2015

Open Day na Escola de Hotelaria de Coimbra


No dia 15 de abril, a Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra promoveu um Open Day 2015 abrindo as portas à comunidade e desafiando todos os visitantes a participar num conjunto de actividades especialmente pensadas para este dia.
Os visitantes puderam conhecer a Escola de Hotelaria das 10h às 17h30m, trocar experiências, provar e participar em diversos workshops e demonstrações que estiveram a decorrer, bem como visitar o mercado de produtos tradicionais, a mini feira do livro e o Atelier Estilo e Imagem. No espaço exterior teve ainda lugar a animação de rua com Tiro com Arco, Slide e Jogos Tradicionais.



Do programa destacaram-se as visitas guiadas, as demonstrações, o mercadinho e feira do livro e ainda os workshops gratuitos – Tapas & Canapés; Petiscos & Companhia; Bolos & Bolachinhas; Cake Design; Café & Chocolate; Cocktails sem Álcool; Produção de Cogumelos em Borras de Café; Pegada Ecológica; Mitos na Alimentação; Grelhados e Sangrias; entre outros.





Neste dia a minha escolha recaiu no workshop de Bolos & Bolachinhas com o Chef Ricardo Santos e à tarde aprendi algumas técnicas no workshop de  Cake Design. Agradeço ao Chef Ricardo que muito amavelmente me enviou as receitas que confeccionámos na pastelaria.




Poderão ver algumas imagens neste vídeo.
Foi um dia muito divertido e de aprendizagem. A simpatia e generosidade da partilha fizeram deste evento um sucesso.





segunda-feira, 1 de junho de 2015

Cupcakes de Baunilha e Framboesa


"A Melhor Prova duma Real Amizade
A melhor prova duma real amizade está em evitar os compromissos entre aqueles que se estimam. Ainda que devendo muito aos que muito me louvam, eu não quero ser-lhes obrigada pela gratidão. Mas sim grata porque estou com eles, devido a circunstâncias que a todos nós agradam e são um laço mais entre nós, sem constituírem um dever. Eu pretendo dizer da amizade o que Diógenes dizia do dinheiro: que ele o reavia dos seus amigos, e não que o pedia". 
Agustina Bessa-Luís, in 'Dicionário Imperfeito'


"Dia Um... Na Cozinha" Cupcakes!

Este é o desafio do mês de Junho, no dia em que se comemora o Dia da criança e o 2º aniversário do grupo do Dia Um.. :)
"A criatividade, o amor, e também a vaidade, são os principais segredos para preparar um cupcake. Este, transporta-nos para a infância, para as festas e brincadeiras. As coberturas fazem as delícias de pequenos e graúdos. Tudo serve de motivo para se oferecer um cupcake, seja em aniversários, jantares, casamentos ou outras festividades".






Receita adaptada  de Sarah Randell em "Bolos para a Família"

Ingredientes: (12)
175g de manteiga
175g de açúcar
3 ovos L
175g de farinha
3c. de sopa de leite
1 vagem de baunilha Vahiné

cobertura:
35g de manteiga sem sal
125g de framboesas
150g de queijo creme
200g de açúcar em pó
Multi-Deco Vahiné
Corações Vahiné


Preparação:
Aquecer o forno a 180ºC.
Numa tigela deite a manteiga à temperatura ambiente, o açúcar e os ovos e bata durante alguns minutos para misturar bem. Acrescente a farinha e mexa. Adicione o leite, retire as sementes da vagem de baunilha e junte à massa. Bata novamente.
Distribua esta massa pelas forminhas de cupcake e leve ao forno cerca de 25 a 30 minutos. Deixe arrefecer sobre uma armação de arame.
Entretanto prepare a cobertura: reserve algumas framboesas para enfeitar e leve as restantes ao lume com uma colher de sopa de açúcar, até ferverem um pouco, ficando desfeitas. Triture ate ficar em puré e depois ponha a escorrer numa peneira para extrair apenas o sumo. Deixe arrefecer.
Bata bem o açúcar com o queijo creme, adicione a manteiga amolecida e volte a bater. Junte algumas colheres de sumo até obter a consistência desejada e um bonito cor de rosa. Coloque no frigorífico para ficar mais consistente.
Enfeite cada cupcake com este creme. Pode barrá-los apenas com uma espátula ou enfeitar com o saco de pasteleiro.
Coloque uma framboesa em cima de cada um e enfeite com os corações e confetis.
Nota: poderão encontrar outros cupcakes aqui e aqui


Deliciem-se... e bom apetite!