terça-feira, 3 de setembro de 2019

Bolo Vegan de Limão e Sementes de Papoila



Deixa de te preocupar com o que não podes mudar, exagera nessa mania e acreditar, não te escondas nem te encolhas para caber onde os outros acham que deves, põe aquele ponto final no devido lugar, responde ao que não podes calar mas não percas tempo com quem não quer mudar.
Separa os que merecem as tuas palavras, dos que merecem os teus silêncios e dos que não merecem absolutamente nada. Confia sempre no que te traz a vida, até mesmo os piores momentos aparecem para que tu aprendas uma nova lição.
Sobre o que te faz feliz...tu sabes o que é melhor para ti, não deixes que os outros mudem quem tu és"
(Sofia@asnove.pt)



Para começar bem a semana nada como um bolinho delicioso. Tenho um limoeiro que me presenteia com imensos limões durante quase todo o ano, por isso estou sempre a tentar usá-los da melhor maneira possível. 
Este é mais um dos bolinhos que faço vezes sem conta, é simples mas com sabores marcantes. A receita veio daqui e ficou logo na minha top list das receitas vegan. A minha filhota adora o sabor contrastante do ácido do limão com o doce da cobertura.



Ingredientes:
120g de manteiga vegetal
170g de açúcar amarelo ou mascavado
150ml de leite de soja (ou de aveia)
3 colh. sopa de sumo de limão
2 colh. sopa de sementes de papoila
Raspa de 1,5 limão
260g de farinha
3/4 de colh sopa de fermento em pó

Cobertura:
1/2 chávena de açúcar em pó
1/2 colh. sopa de sumo de limão




Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Bata bem a manteiga com o açúcar.
Junte o leite de soja, o sumo de limão, as sementes de papoila e a raspa de limão.
Mexa com cuidado e acrescente a farinha com o fermento.
Deite a massa numa forma de bolo inglês forrada com papel vegetal
Leve ao forno cerca de 35 a 40 minutos.
Deixe arrefecer numa rede.
Depois de frio faça a cobertura, misturando com um garfo o açúcar e o sumo de limão até obter uma pasta líquida. 
Verta sobre o bolo e sirva.




Delicie-se...e bom apetite!

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Rolinhos Vegan de Canela com Avelãs


Há bastante tempo que tenho a minha CC (Cuisine Companion) e embora nunca tenha partilhado nada feito neste robot, é já uma ajuda indispensável no meu dia a dia.
Quando vi a publicação do "Desafio Verão" no grupo da Cuisine Companion, logo me lembrei destes rolinhos maravilhosos e altamente viciantes, que fiz para a minha filhota. Ela é vegan, como já aqui disse numa partilha, mas é também muito gulosa, principalmente das coisinhas que a mãe faz 😃
Estes rolinhos fiz numa altura em que lhe quis fazer uma surpresa e realmente ficaram muito bons.
Não consegui tirar foto do interior, porque entreguei a surpresa tal como aqui vai na foto, mas pelo que sei estavam muito fofinhos e bem gulosos.
A receita foi adaptada daqui, alterei o recheio e adaptei a confeção à minha companheira infalível, a CC.
Podem encontrar outra receita de Cinnamon rolls, aqui no meu blog, que não sendo vegan, são igualmente deliciosos. 






Ingredientes:
1 chav. de leite vegetal (usei de aveia)
1/2 chav. de manteiga vegetal
1 saqueta de fermento seco (usei fermipan)
1 colh. sopa de açúcar mascavado
1/2 colh. chá de sal
3 chav. de farinha

Recheio:
manteiga vegetal para pincelar
1/2 chav. de açúcar mascavado
1 e 1/2 colh. de sopa de canela
Avelãs picadas a gosto

Cobertura:
1 chav. de açúcar em pó
2 colh. de sopa de leite vegetal




Preparação:
Na taça da CC com a lâmina de amassar, coloque o leite e a manteiga vegetal e selecione 2 minutos, 35º, velocidade 3.
De  seguida adicione o fermento, o açúcar mascavado e o sal e mexa com a espátula para incorporar estes ingredientes.
Junte a farinha e selecione o programa P2 Massas. 
Assim que terminar o programa P2, retire a massa para uma bancada já previamente polvilhada de farinha.
Estenda a massa com um rolo de modo a ficar com um retângulo, pincele com manteiga vegetal e polvilhe com a mistura do açúcar e canela e depois com as avelãs picadas.
Enrole  com cuidado no sentido do comprimento e corte às fatias, como vê na imagem.
Disponha os rolinhos numa taça larga que possa ir ao forno (forrei com papel vegetal), deixando-os um pouco afastados uns dos outros, pois ainda vão crescer.
Deixe levedar tapado cerca de 30 a 40 minutos, num local quentinho de preferência.
A meio do tempo pré-aqueça o forno a 180º.
Depois de levedados, pincele com manteiga vegetal e leve ao forno cerca de 20 a 25 minutos até ficarem douradinhos.
Depois de retirar do forno, coloque-os numa rede a arrefecer.
Com os rolinhos já frios, faça a cobertura misturando com um garfo o açúcar em pó e o leite vegetal.
Deite esta cobertura por cima dos rolinhos e sirva.





Delicie-se... e bom apetite!

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Rolo Vegan de Castanhas, Bulgur e Quinoa



"É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender a sua duração, pois a vida está nos olhos de quem souber ver"
(Gabriel Garcia Márquez)


Para quem ainda não sabe, o bulgur é preparado a partir dos grãos do trigo, é rico em fibra e proteína. É ainda benéfico para quem tem a pressão arterial alta, para pessoas com diabetes, ótimo para o sistema digestivo e é um anti-inflamatório natural. No entanto, por ser proveniente do trigo, não é adequado para doentes celíacos ou pessoas que sigam dietas livres de glúten. 
Já a Quinoa tecnicamente é uma semente e não um cereal, mas é conhecido e consumido como grão e por isso considerado nesta categoria. É provavelmente uma das melhores escolhas principalmente para quem é intolerante ao glúten. Oferece todos os aminoácidos essenciais de uma proteína completa, com um elevado teor em fibra e com um baixo índice glicémico mantém-nos saciados por mais tempo sendo por isso a melhor escolha para quem quer perder peso.
Já confecionei este rolo algumas vezes, uma delas para a ceia do natal passado, mas com alterações, pois gosto sempre de dar o meu toque pessoal às receitas que me inspiram. A receita foi adaptada daqui. Espreitem este blog e façam como eu, experimentem as deliciosas receitas partilhadas pela Luísa.
O recheio deste rolo pode ser confecionado de véspera e finalizado no próprio dia. O molho é top, não deixem de o experimentar, mesmo servido com outro qualquer alimento.
As minhas desculpas pelas fotos, porque além de não conseguir uma única do interior do rolo, também não ficaram muito bem, mas quem por aqui passa sabe que o meu jeito para a fotografia não é lá grande coisa 😃

Ingredientes:

Massa folhada vegan (usei de compra)
400g de castanha 
30 g de quinoa 
20 g de aipo
90 g de cebola
10 g de alho 
120 g de bulgur
300 g de cogumelos Marron
150g de nozes picadas (pode ser outro fruto seco)
120g de abóbora manteiga
100 ml de azeite virgem extra
Pimentão doce a gosto
Sal a gosto
Pimenta caiena a gosto
Piripiri q.b.


Ingredientes para o molho:
150 g de cebola
100 g de cogumelo Marron
200 ml de cerveja
10 g de extracto de levedura de cerveja
Pimentão doce a gosto
Alho em pó a gosto
Piri-piri a gosto
Pimenta preta a gosto
75 ml de azeite virgem extra


Preparação do rolo:
Numa panela com água coza as castanhas. Depois de cozidas, descasque e pique-as.
À parte, num tachinho coza a quinoa e noutro tacho coza o bulgur consoante as instruções da embalagem.
Numa frigideira deite o azeite e a cebola e deixe refogar. Junte depois o aipo, o alho, a abóbora e os cogumelos picados, deixando refogar um pouco para largar a humidade. Acrescente as castanhas e as nozes picadas, a quinoa e o bulgur já cozidos, envolva e acrescente os restantes temperos.
Cozinhe por mais uns minutos em lume brando mexendo de vez em quando. tem que ficar uma mistura densa e com pouca humidade de modo a ser moldada.
Deite numa travessa e deixe arrefecer.
Estenda a massa folhada (com o papel vegetal por baixo) num tabuleiro de ir ao forno e marque ao de leve um retângulo no centro com cerca de 12cm, deixando umas abas de lado, que são cortadas horizontalmente. Coloque o recheio no retângulo que marcou no centro e vá fechando alternadamente cada aba, de modo a ficar com um rolinho. Veja aqui como se faz.
Leve ao forno pré-aquecido por cerca de 20 minutos ou até a massa folhada estar douradinha.

Preparação do molho:
Numa frigideira coloque o azeite e a cebola cortada em rodelas a refogar. Quando a cebola alourar junte os cogumelos laminados, o extracto de levedura e as especiarias. Assim que o cogumelo tiver reduzido de tamanho adicione a cerveja e deixe cozinhar até o álcool evaporar.
No final, triture tudo e sirva a acompanhar o rolo.



Delicie-se...e bom apetite!

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Hambúrguer de Cogumelos Shitake


Adoro pesquisar receitas novas, aprendo sempre tanto...
A carne não me faz falta, já há um ano e tal que não a como e muito sinceramente não sinto necessidade dela.
Num instante se fazem hambúrgueres do que mais gostamos, depois é só congelar e estão sempre prontos a utilizar no forno ou no grelhador. 
Estes são deliciosos e a prova de que enganam os carnívoros, pois a textura e os temperos certos, dão-lhe um aspecto e sabor de carne. Pefiro fazer os hambúrguers de um formato mais rústico, o sabor está lá todo, apesar de as fotos não lhes fazerem justiça.
Fizeram uma refeição simples e prática, desta vez sem pão, mas acompanhados com batata doce assada no forno e um molho de tomate feito em casa.

A receita vem daqui e daqui


Ingredientes dos hambúrgueres:
2 xícaras de shitake
2 dentes de alho
½ cebola roxa 
cebolinho
salsa
pimenta
noz moscada
1 c. sopa de linhaça
1 c. de sopa de farinha de arroz



Ingredientes do molho de tomate:
1 chav. de tomate cereja
1/3 de cebola roxa
1/2 chav. de goji hidratada em água
12 de alcaparras
1 colher de chá de vinagre de maçã
manjericão
1 c. de chá de sal 
1 dente de alho
1/4 de beterraba
1/3 chav. de azeite


Preparação: 
Triture o shitake.
Tempere-o com os dentes de alho e a cebola roxa picada, o cebolinho, salsa, pimenta e noz moscada.
Adicione uma colher de sopa de semente de linhaça e uma colher de sopa de farinha de arroz.
Misture até formar uma massa e modele em formato de hambúrguer.
Leve ao forno pré-aquecido a 200º cerca de  20 minutos.
Entretanto faça o molho de tomate. Coloque todos os ingredientes numa liquidificadora e triture bem. Está pronto a usar.
Acompanhe os hambúrgeres com palitos de batata doce e molho de tomate.




Delicie-se...e bom apetite!


quarta-feira, 11 de abril de 2018

Queques vegan de Coco


           Felicidade é ter algo o que fazer, ter algo que amar e algo que esperar...
                                                                                                                          (Aristóteles)


A minha felicidade foram estes queques :)
São absolutamente deliciosos, não são muito doces, mas o suficiente para alimentar a nossa gulodice, além de ficarem húmidos. A receita original é feita numa forma, mas eu resolvi fazer em forminhas e foram um sucesso. As duas vezes que os fiz resultaram de forma diferente (ver fotos).


Os que creceram mais tinham apenas um pouco mais de coco, ficaram no forno mais 3 minutos e estavam menos húmidos. Nestes não adicionei as sementes de papoila.
As duas versões foram aplaudidas pelos provadores oficiais cá de casa.
Experimentem, vão adorar com toda a certeza.


Ingredientes:
80g de manteiga vegetal
100g de acúcar
180g de farinha
50g de coco ralado
100ml de leite de coco (de lata)
1/2 c. de sopa de de fermento
1 pitada de sal
sementes de papiola (opcional)

Decorar:
leite de coco
açúcar em pó
coco ralado

Receita adaptada daqui


Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Misture o açúcar com a manteiga e bata bem, até obter uma massa homogénea.
Adicione metade do coco ralado e do leite de coco. Misture bem para incorporar estes ingredientes à massa anterior. Repita o processo com o restante coco e leite.
Junte a farinha peneirada, o fermento e as sementes de papiola e envolva com cuidado, sem bater.
Forre uma forma de queques com forminhas de queques e deite colheradas da massa dentro de cada uma delas.
Leve ao forno cerca de 15 a 20 minutos.
Entretanto, numa taça deite o açucar em pó e adicione um pouco de leite de coco até obter a consistência desejada.
Com os queques já arrefecidos deite por cima de cada um a cobertura de açúcar com o leite e polvilhe com o coco ralado.







Delicie-se...e bom apetite!

sexta-feira, 30 de março de 2018

Sobremesa Vegan de Frutos Vermelhos e Coco


Como esta sobremesa ficou suave e deliciosa, não podia deixar de a partilhar agora tão próximos que estamos da Páscoa.
Pelas fotos facilmente percebem que fiz esta sobremesa no natal, mas nessa altura o blogue estava em stand by e as pastas com as receitas tiradas nessa época festiva foram esquecidas
Esta e outras sobremesas estiveram presentes na nossa mesa de Natal e acreditem que ficaram fantásticas. A descoberta de receitas vegetarianas surpreende-me pela simplicidade e variedade. Há sempre a vontade de descobrir ingredientes e novas formas de os confecionar.
Modifiquei muito a minha alimentação deixando de comer carne e beber leite (não imaginam como me sinto muito melhor), no entanto a descoberta de receitas vegan surge pela mão da minha filhota que segue este tipo de alimentação.

Desejo-vos uma Páscoa feliz 


Ingredientes:
1 pacote de gelatina vegetal de morango
1 lata de leite de coco
1 cháv. de frutos vermelhos
açúcar de coco (a gosto)
1/4 cháv. de sementes de chia
bagos de romã para a decoração

receita adaptada daqui


Preparação:
Faça a gelatina vegetal de morango de acordo com as instruções da embalagem.
Incline os copos no frigorífico (usei as formas de queques de silicone para os segurar), encha uma parte com a gelatina e deixe solificar.
Triture os frutos vermelhos com o leite de coco. Adoçe com o açúcar de coco ao seu gosto.
Misture as sementes de chia e envolva.
Com a gelatina já sólida, deite cuidadosamente colheradas do preparado anterior, no resto do copo.
Leve ao frigorífico 3 ou 4 horas até solidificar.
Na hora de servir, decore com bagos de romã.




Deliciem-se... e bom apetite!

quinta-feira, 22 de março de 2018

Bolo de Ouro da Minha Mãe


Mãe há só uma! A nossa: versátil, multiusos. Esquisita, é bom que não se esqueça.
Não, não é verdade que haja uma mãe que dê colo. E uma outra, diferente, que repreenda. E outra, ainda, capaz de proteger. Mãe há só uma! A nossa: versátil e multiusos. Esquisita, é bom que se não esqueça! Se bem que tão entranhada no coração duma criança que, apesar de todos os seus defeitos, seja um mistério por que motivo nunca se passe sem ela!

Afinal, é ou não verdade que as mães têm uma autoestima revista tão em alta que, sempre que um filho lhes diz: "Não gosto de ti!", elas não só nunca o levam a sério como dão a entender que esse é o lado para onde dormem melhor (quando, logo a seguir, "arrumam" uma criança com um comentário que já é um clássico de todas as mães: "Não faz mal!... Eu gosto à mesma de ti!...")?

(Eduardo Sá)



A minha mãe tinha umas mãos de ouro, essa é a verdade. Tudo o que ela fazia saia bem, bonito, cheiroso, delicioso, perfeito... como é que ela conseguia essa proeza? Porque era a mãe e nós sabíamos que tudo ia correr bem só porque Ela estava ali. Hoje recordo com nostalgia e muita saudade esses dias.
Fui no livrinho de receitas da minha mãe, Maria Teresa de seu nome, e resolvi partilhar este bolinho, nesta data marcante e triste. As saudades estão sempre presentes, mas as memórias afectivas também e são elas que me consolam em dias menos felizes.
Este era um clássico lá em casa, a par do bolo de iogurte e do bolo fofo de chocolate
Simples e delicioso para um lanche ou um serão à beira da lareira. Pode sempre optar por fazer uns Queques de Ouro, ficam igualmente fantásticos.


Ingredientes:
3 chav. de farinha trigo
2 chav. de açúcar
1/2 chav. de manteiga derretida
1 chav. chá de leite (usei vegetal)
4 ovos
1 c. sopa de fermento
1 limão (raspa)


Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Bata as gemas com o açúcar e a manteiga até formar uma massa homogénea. Junte o leite e mexa.
Adicione a farinha e o fermento e envolva. Bata as claras em castelo e envolva ao preparado anterior com cuidado. 
Deite numa forma (ou nas formas de queques, se preferir).
Leve ao forno cerca de 40 minutos.






Deliciem-se... e bom apetite!

quarta-feira, 7 de março de 2018

Cobbler de Cogumelos


Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...


Este prato fica divinal, acreditem.
A receita foi adaptada daqui


Ingredientes:
azeite 
3 cebolas cortadas 
2 dentes de alho picados
500g cogumelos frescos 
1 cenoura grande ralada
sal e pimenta qb.
2 c. sopa farinha
200ml caldo de legumes
0.5 chav. leite vegetal
1 c. sopa tomilho fresco picado
1 c. chá molho inglês

Massa:
3 chav. farinha com fermento
1 c. chá fermento
1 c. chá de ervas da provença
100g manteiga
1 ovo
1/2 chav. leite vegetal


Preparação:
Deite um fio de azeite numa frigideira e acrescente as cebolas cortadas em meias luas. Junte os dentes de alho picados e os cogumelos partidos. Tempere com pimenta e sal e deixe cozinhar.
Entretanto, junte rale a cenoura, mexa e adicione as colheres de farinha, o caldo de legumes, o leite, o molho inglês e as folhas de tomilho fresco.
Depois de cozinhado, transfira o preparado para um tabuleiro e reserve.
Num processador, coloque a farinha de trigo com fermento, o fermento, o sal, as ervas da provença e misture tudo antes de acrescentar a manteiga e de voltar a misturar.
Bata o ovo, junte à massa, adicione meia chávena de leite e misture uma vez mais.
Retire a massa do processador e amasse com as mãos, antes de a esticar e cortar com o formato pretendido.
Use-os para cobrir o preparado de cogumelos e leve tudo ao forno a 220ºC cerca de 20 a 25 minutos.
Retire do forno e sirva com uma saladinha ou uns legumes cozidos, se preferir.





Deliciem-se... e bom apetite!

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Tarteletes de Coco e Lima


"A simpatia é o coração a sorrir no rosto."

                                                                                                                          (William Blake)



Fiz estas tarteletes há muito tempo, assim como outras receitas que ficaram numa pasta esquecidas.
Ir ao báu das receitas feitas e não partilhadas fez-me recordar bons momentos, sobretudo recordar o tempo em que o meu blogue estava mais activo. Os dias vão passando e depressa percebo que passaram quase 9 meses desde a minha última publicação. As receitas vão-se fazendo, como é natural, por isso espero que este ano seja mais produtivo em termos de partilhas.

Experimentem estas tarteletes, porque além de serem extremamente fáceis são também absolutamente deliciosas. A fantástica combinação da lima com o coco, transporta-nos para os refrescantes sabores tropicais e faz-nos sonhar com dias mais quentes :)



Ingredientes:
1 base de massa quebrada
200g de açúcar

200g de coco ralado
4 ovos
400ml de leite vegetal (usei de coco)
1 c. café de aroma de baunilha
1 lima (raspa e sumo)




Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºc
Unte as formas de tarteletes.
Estenda a massa, corte círculos e forre as formas.
Bata ligeiramente os ovos. 
Numa taça deite o coco ralado e o açúcar, envolva e junte os ovos.
Acrescente o leite, a baunilha e a raspa da lima. Envolva. 
Deite esta mistura, com cuidado, nas formas da tarteletes e leve ao forno cerca de 20 minutos (até ficarem douradinhas). 
Retire e deixe arrefecer antes de desenformar..







Deliciem-se... e bom apetite!

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Bolo Salgado de Azeitonas e Tomate Seco


Já foi há muito tempo que cá em casa saboreámos esta pequena delícia. É perfeito para degustar num lanche tardio, rodeados pela família e amigos. Neste tempo mais quente, é delicioso para acompanhar com uma bebida bem fresca.
A receita foi adaptada daqui.
Super fácil de fazer e versátil no recheio.


Ingredientes:
250g de farinha
150g de azeitonas às rodelas
100g de tomate seco
100g de margarina
5 ovos
1dl de leite
1 c. de sopa de tomilho seco e sálvia
1 c. de sob. de fermento em pó
Sal e pimenta q.b.



Preparação:
Bata a margarina até ficar cremosa, junte os ovos um a um batendo sempre muito bem. Adicione o leite, a farinha e o fermento, bata tudo muito bem, junte o tomate seco, o tomilho, a sálvia e uma pitada de sal e pimenta e continue a bater. Acrescente por fim as azeitonas e envolva.
Coloque a massa numa forma e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 40 minutos. Espete um palito para verificar se está cozido, retire do forno, desenforme e deixe arrefecer.




Deliciem-se...e bom apetite!

sábado, 20 de maio de 2017

Bolacha Vegan de Chocolate


Mais umas bolachinhas deliciosas, daquelas que se "pegam" às mãos :)
A receita foi adaptada daqui

Ingredientes (dá para cerca de 25) 
2 ½ chav de farinha de trigo
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de sal fino
4 colheres de margarina vegetal (à temperatura ambiente)
1 de chav. de açúcar amarelo
1 colher de sopa de geleia de marmelo
2 colheres de chá de extrato de baunilha
1 ½ chav. de chocolate meio amargo vegan (cerca de 100 gramas)



Preparação:
Aqueça o forno a 180º.
Coloque a farinha, o bicarbonato e o sal em uma tigela média e misture. Reserve.
Coloque a margarina e o açúcar na tigela da batedeira e bata até formar um creme, cerca de 3 minutos.
Adicione a geleia e a baunilha e bata até incorporar. De seguida junte a mistura de farinha e bata até que fique homogéneo.
Adicione as raspas de chocolate e misture. Coloque uma colher da massa num tabuleiro forrado com papel vegetal deixando um espaço entre cada biscoito.
Achate com um garfo cada pedacinho de massa e leve ao forno cerca de 10 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer 5 minutos no tabuleiro.







Deliciem-se...e bom apetite!

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Quinoa de Açafrão com Legumes


De sabor suave e com uma textura fofa, leve e macia, a Quinoa está disponível sob a forma de grão, farinha, massa e cereal. É uma semente da qual se conhecem mais de oito mil variedades. Segundo a American Dietetic Association, a associação dietética norte-americana, «pode ajudar em casos de doença cardíaca, diabetes e prevenção do cancro». Muitos consideram-no um super cereal.
O seu poder de saciedade é superior ao do arroz e do trigo. Composta por 70% de glúcidos, 18% de proteínas (é uma das melhores fontes de proteína do reino vegetal), pouca gordura e isenta de glúten, é o único ingrediente de origem vegetal que contém todos os aminoácidos essenciais ao organismo humano. 
Dada a sua versatilidade e características nutritivas pode ser servida como acompanhamento de carne ou de peixe, numa salada ou até numa sobremesa.

Esta receita foi adaptada daqui
Experimentem, pois é um prato muito saboroso. Nestes dias mais quentes, sabe bem estas refeições suaves e fáceis de fazer.


Ingredientes:
250g de Quinoa
1/2 Cebola 
1 cabeça de Alho
1 Cenoura
1/2 Courgete
Cogumelos
Sal
Pimenta moída
Azeite
Gengibre
Açafrão em pó
Molho de Soja
Coentros

Iogurte Soja Natural
Sumo de limão
Pimenta moída


Preparação:
Coza a quinoa e reserve.
Entretanto corte a cebola, o alho, a cenoura, a courgete e cogumelos em pedacinhos pequenos.
Numa frigideira deite um fio de azeite, a cebola e em seguida a cenoura e deixe saltear bem. Adicione o alho.
Junte a courgete e os cogumelos e deixe cozer. Adicione um pouquinho de molho de soja, tempere de sal e pimenta e acrescente a quinoa cozida e misture.
Deite o açafrão e o gengibre e mexa para envolver bem.
Na hora de servir polvilhe com coentros frescos picados.
Sirva com iogurte de soja natural misturado com umas gotas de limão e pimenta moída.
Nota: Esta receita pode também fazer-se com cuscus ou bulgur em vez de quinoa.








Deliciem-se...e bom apetite!