quarta-feira, 1 de abril de 2015

Folar de Azeite


Sem esquecer que o pão é o elemento básico e estruturante da nossa alimentação, talvez por isso, em nenhum forno era esquecida a bênção:

S. Vicente te acrescente…
S. Mamede te levede
S. João te faça pão…
E Deus Nosso Senhor te deite
Sua divina benção
O Senhor te acrescente
E te queira acrescentar
Para comer e mais para dar…
Em nome do Pai, do Filho
E do Espírito Santo, Amén.



"Dia Um... Na Cozinha" Folares!


Como diz Maria de Lourdes Modesto, a páscoa é uma tradição "que assenta num ritual de dádiva, solidariedade e convívio enraizado na sociedade portuguesa". As mesas enchem-se de iguarias tradicionais, mostrando a riqueza e variedade da nossa gastronomia. Cada região do país preserva as suas tradições e não faltam os folares, as amêndoas, os ovos, o Pão-de-Ló...


O folar é tradicionalmente o pão da Páscoa em Portugal, confecionado na base da água, sal, ovos e farinha de trigo. A forma, o conteúdo e a confecção varia conforme as regiões de Portugal e vai desde o salgado ao doce, nas mais diversas formas.
Temos antecedentes, dos folares, na tradição transmontana e beirã, de bolas recheadas quer com carnes, quer com sardinhas. Estas eram dos poucos peixes de mar que chegavam àquelas terras de Trás-os-Montes e Beiras Interiores. Essas bolas eram confeccionadas por razões de conservação dos alimentos, carne ou peixe confeccionado e embrulhado numa massa com gorduras, e cozida, que se conservavam por vários dias.


Simbolicamente, o "folar" continua a representar o presente dos padrinhos aos afilhados, assim como a oferta de um ramo de flores, ou amêndoas, dos afilhados aos padrinhos no domingo de Ramos.
A receita deste folar é antiga, da zona das Beiras e foi-me dada por uma amiga. Dos 10kg de farinha na receita original, reduzi para 1kg e depois fiz apenas uma ligeira alteração. 

Foi a primeira vez que fiz folares. O primeiro comeu-se num instante, depois disso já fiz mais alguns :) Estão soberbos e o processo é tão fácil que me pergunto, porque nunca me lembrei antes de os fazer?! :)


Ingredientes:
1kg de farinha
25g de fermento de padeiro
300ml de azeite bom
8 ovos biológicos
1c. de café de sal fino
2c. de sopa de açúcar
1c. de sopa de aguardente


Preparação:
Numa tigela deite os ovos, o azeite, o sal, o açúcar e a aguardente. Misture com um garfo só para envolver bem os ingredientes. Reserve
Noutra tigela deite a farinha e misture com o fermento esfarelado. Faça um buraco no meio e adicione os ingredientes líquidos.
De seguida vá mexendo em redor misturando a farinha aos poucos de modo a obter uma massa. Esta é a parte mais "aborrecida" porque tem que bater bem a massa à mão, durante muito tempo até ficar com uma consistência macia e elástica.
Findo esse processo, tape-a e deixe levedar até dobrar de volume num lugar morno ou pode colocá-la dentro do forno desligado, mas que foi previamente aquecido a 50ºC durante uns minutos.
Depois de levedar, com as mãos untadas em azeite, divida-a em dois ou três pedaços, dê-lhe o formato que quiser (eu fiz uma bola) e coloque-os num tabuleiro enfarinhado (ou com papel vegetal). Deixe levedar cerca de 1h e depois leve ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 30 a 35 minutos.

Nota: Como opção também pode fazer como eu, isto é, inicie o processo à mão e depois dos ingredientes misturados, deite a massa na MFP selecione o programa "massa" que demora 1h30m. Findo o programa, como a massa sai já levedada, deita-a numa tigela, com as mãos untadas em azeite divida-a em dois ou três pedaços e siga o processo acima descrito.

 Retire do forno e deixe arrefecer... ou não :)





Deliciem-se... e bom apetite!

15 comentários:

  1. Que aspeto tão fofinho, deve ser uma delicia
    Bjokas

    ResponderEliminar
  2. Nunca comi folar de azeite, mas parece-me muito bom.

    ResponderEliminar
  3. Ficou mesmo lindo Isabel


    um beijinho e uma Santa e Feliz Páscoa!

    ResponderEliminar
  4. Olá Isabel,
    O interior desse folar está soberbo!
    Beijinhos, Paula

    ResponderEliminar
  5. Um fola simples mas com um aspecto excelente, deve ter ficado muito macio
    bjs

    ResponderEliminar
  6. Está tão bonito o folar :)
    Eu adoro folares Isabel e foi uma primeira experiência deliciosa :)
    Deve ser tão bom!
    Um beijinho e boa Páscoa querida!

    ResponderEliminar
  7. Isabelinha estou aqui encantada saboreando com os olhos os tantos folares que tenho visto e o quanto a culinária portuguesa é rica. São regiões diferentes folares diferentes, doces ou salgados mas todos com um só objetivo a união, amizade e confraternização. Lindo ficou o seu, com uma cor belíssima. Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. que bom aspecto!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Olá Isabel!

    É bem verdade que o nosso país tem uma gastronomia riquíssima e variada e no que diz respeito à Páscoa, existe um sem número de tradicionais doces e salgados, de entre os quais se encontram os folares, que eu adoro! Fazia-os em pequeno com a minha mãe, os tradicionais lá na zona da figueira são os doces e por isso estes têm a minha preferência. Apesar de gostar também dos salgados. :)
    Este teu folar de azeite, tem uma cor que me conquista e se deixa seduzir. Ficou perfeito, só consigo imaginar uma generosa fatia dessa beleza, barrada com uma compota ou mesmo manteiga... ai, coisas boas que o nosso país (ainda) tem.
    Um grande beijinho continuação de boas férias e uma Páscoa muito Feliz. ;)

    ResponderEliminar
  10. Rico folar, bem barradinho, deve ser uma delicia.
    Uma doce e Feliz Páscoa.
    Bjs.
    Paula

    ResponderEliminar
  11. Ficou com uma linda cor! Bjinhos e uma Doce Páscoa!

    ResponderEliminar
  12. Olá Isabel,
    adoro folar, há quase sempre em minha casa durante todo o ano, comemos ao lanche, com queijo, com compota, torradinho com manteiga, tão bom. Conheces o folar das Alhadas na Figueira? é muito bom, simples, mas delicioso, tens de provar!
    E é tão bom de vez em quando fazermos um caseirinho, ficou lindo o teu!
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  13. Amiga,

    Se o teu folar é simples eu não sei, o que eu sei é que ele convence logo quando olhamos e ficamos a desejar dar-lhe uma bela dentada... Ficou lindo, tem uma massa fofa e tem uma simplicidade sedutora... fica-nos na mente e já o imaginamos morno com coberturas variadas ou mesmo assim, simples !
    Quanto a essa reza, pois conheço-a bem !
    A minha avó Rosa também rezava essa benção e usava também "azeitinho do bom" para os folares salgados que também ela fazia !
    E fazia um para entregar ao Senhor Prior ! :) :)

    Beijinho

    ResponderEliminar